A CASACOR, mais completa mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas acaba de trazer ao segmento uma grande novidade: seu primeiro licenciamento de marca para o mercado imobiliário. A iniciativa amplia o portfólio de atuação da marca em parceria com a construtora Wortsman Associados, que oferecerá, a partir de agora, casas modulares assinadas por arquitetos participantes do evento.

“Detectamos a oportunidade de multiplicar a ideia de que é possível ter uma boa arquitetura erguida com sistemas construtivos ágeis, econômicos e com pouca geração de resíduo”, explica Livia Pedreira, Diretora Superintendente de CASACOR. “Portanto, a parceria está em sintonia com a política de sustentabilidade que implantamos em 2014”, completa.

Já consolidada como celeiro de ideias, a CASACOR agora as coloca ao alcance de um público maior. Todos os anos, a cada edição da mostra em São Paulo e nas praças franqueadas, acontece a construção e a desmontagem de pavilhões inteiros em seus espaços ao ar livre – casas completas, concebidas e erguidas exclusivamente para o evento por profissionais com atuação reconhecida no mercado e antenados com o jeito contemporâneo de morar. Agora, algumas dessas residências farão parte do portfolio do Arktop Casas, produto da construtora Wortsman Associados que visa atender à demanda por moradias de alto padrão com obra limpa e rápida.

“No catálogo, os projetos com o selo CASACOR ganharão destaque e aumentarão a cada ano, à medida em que a diretoria do evento fizer a curadoria dos novos integrantes”, explica Fabrizio Wortsman, CEO da construtora.

Quatro escritórios assinam as primeiras casas do selo: Manarelli Guimarães Arquitetura (com a Cabana, presente no evento em 2018), Gustavo Neves, Leo Shehtman e Triart Arquitetura (todos convidados da edição 2019).

Em comum, as propostas terão o sistema construtivo: steal frame modular, que sairá pronto da fábrica para uma montagem tipo “plug and play”, como define o CEO da empresa, em um prazo de até 120 dias. A iniciativa preservará ideias originais dos arquitetos e poderá dar visibilidade a recursos pouco usuais em projetos de alto apadrão, como straw bale (fardo de feno utilizado como preenchimento do steel frame para isolamento térmico e acústico), piaçava e texturas fabricadas com material orgânico descartado como tijolos e terra. “Vamos oferecer tanto o projeto exposto na mostra quanto opções com variação de planta e acabamentos, que os arquitetos estão desenvolvendo” adianta Fabrizio.

Pronta para morar

O cliente que desejar, poderá adquirir o pacote completo da casa, equipada, inclusive, com móveis e eletrodomésticos que também fazem parte dos projetos dentro da CASACOR. Os preços do metro quadrado, variam de acordo com o grau de customização escolhida. As casas básicas devem custar, em médias, R$4.500,00 o m². Já as casas prontas para morar terão custo médio de R$6.200,00 o m². As casas mobiliadas e decoradas ficam a R$8.000,00 o m².

“Fecharemos acordos com todos os fornecedores e parceiros dos arquitetos para oferecer uma casa pronta para morar. É só levar a mala e a roupa do corpo”, finaliza Fabrizio.

Sobre a Wortsman Associados

A Wortsman Associados foi aberta em 2001 como uma empreiteira boutique que atendia arquitetos de forma diferenciada.Depois de um tempo em pausa para estudos sobre o segmento, a Wortsman associados voltou a ativa em novembro de 2015, com uma nova visão, com novos valores e agora preparada para conseguir crescer de forma consciente, oferecendo as melhores praticas de gestão de obras, controle financeiro, tudo buscando sempre a alta qualidade a preços atrativos. A associação nasceu na união de empresas e pessoas com foco no mercado imobiliário, profissionais experientes, habilitados e homologados, adquirindo assim um grande conhecimento para encontrar soluções e executar trabalhos específicos em cada campo. A empresa disponibiliza soluções diferenciadas, que podem ser aplicadas ou não, para que cada projeto e cada obra seja montada de acordo com suas características, não gerando c ustos indesejados e não deixando de oferecer algo essencial para atingir os resultados esperados.