A Iluminação para consultório – seja ele médico, odontológico ou estético – requer cuidados especiais, pois nada mais desagradável para o cliente que passar muito tempo sentado num local esperando ou sendo atendido, sem que se sinta confortável. E cliente insatisfeito dificilmente volta.

Antes de tudo, por mais simples que seja, todo consultório tem uma sala de espera e de atendimento, e cada uma destas precisa de atenção específica quanto à iluminação.

ilumina_escritorio1Mesmo que não disponha de muitos recursos, alguns cuidados básicos são essenciais. Por exemplo, a sala de espera deve ser um lugar confortável e que transmita sossego ao cliente. Uma lâmpada com temperatura de cor branco-amarelado, entre 2.800 e 3.00K, é o ideal. Mas lembre-se que também é na neste local que as pessoas leem revistas enquanto aguardam pelo atendimento, para o que o uso de pendentes pode fornecer uma iluminação auxiliar.

A aplicação de abajures pode dar charme ao espaço e a iluminação indireta – aquela direcionada para cima – torna o ambiente acolhedor e dá charme à decoração. Se tiver pontos que deseja valorizar, como um quadro ou uma estante com exposição de objetos, a iluminação direta e complementar é uma excelente aliada. Para a criação de vários climas e controle do consumo de energia o ideal é que as lâmpadas tenham sistema independente de acendimento.

ilumina_escritorioNa sala de atendimento dois aspectos precisam ser considerados: a boa visibilidade para o profissional e o conforto do cliente. Uma iluminação mais intensa neutra ou fria, entre 4.000 e 5.000 K, dá a claridade necessária e, por ser num tom de luz mais branco neutro, transmite uma sensação de limpeza essencial aos locais que lidam com saúde. Mas cuidado para não usar tecnologia que esquenta demais, como a halógena. Prefira o LED, que além da economia, não aquece o ambiente nem gera desconforto para quem está sentado na cadeira. O desconforto gera estresse.

Lembre-se, em estabelecimentos que ficam com a luz ligada durante muitas horas do dia a economia de energia precisa ser considerada, portanto evite produtos que consomem muito, como as incandescentes e as halógenas.

Não se esqueça que para saber qual o nível ideal de iluminância de seu estabelecimento existe uma regra específica para isso: a NBR ISO/CIE 8995-1. Para não errar, convém consultar um profissional especializado em projetos luminotécnicos.

Saiba mais sobre a Lâmpadas Golden no site www.lampadasgolden.com.br e conheça as novidades e tendências do mercado de iluminação no blog www.golden.blog.br

Fonte: Assessoria Lâmpadas Golden