O sonho da casa própria, ou mesmo de mudar para uma local e residência mais aconchegante está presente nos ideais das pessoas. Na hora de comprar um imóvel ou um terreno, o comprador tem de ficar atento a alguns detalhes relacionados ao fechamento do negócio. Depois de verificado os detalhes básicos como registro na prefeitura, sistema de saneamento no local, como esgoto, água, energia, etc. Localização, dívidas se existem para o imóvel, enfim, com tudo legalizado, as partes vão bater o martelo para fechar o negócio. Nesse aspecto entra o cartório.

imovel1 - CópiaO portal Home Decore ouviu o  tabelião Ely Ayache, do 3º Notário Oficial  de Campo Grande, que dá algumas dicas para evitar problemas futuro durante a negociação e fechamento da compra do imóvel.

O que o comprador deve levar em conta para adquirir o imóvel?

1 – Sempre é bom o comprador verificar junto a prefeitura se o iptu está quitado, bem como a localização do imóvel, verificar in loco onde fica o imóvel e se as medidas do mesmo bate com a localização e endereço”.

Qual é o papel do cartório nessa transação, como ele pode orientar o comprador?

imovel4 - Cópia2 – Além da escritura, o tabelião deve orientar imparcialmente as partes, verificar o risco do negócio, alertar a parte sobre possíveis ações, dívidas e pendências que recaiam sobre o imóvel.

Como devo proceder para fechar esse negócio com o corretor ou com o proprietário direto?

3 – Antes de lavrar a escritura, o cartório vai verificar na matrícula do imóvel se consta algum ônus, como dívida, hipoteca, penhora, etc, bem como deverá constar na escritura as certidões negativas ou positivas judiciais do vendedor, na esfera da Justiça Estadual, Federal e Trabalhista. O comprador poderá requerer as certidões fiscais do vendedor, a partir de todos esses documentos, podemos dar a certeza de que o imóvel não terá problema.

4 – O negócio pode ser fechado com um ou outro, todavia os corretores de imóveis têm mais experiência e podem orientar melhor seus clientes, porque eles vivem o dia a dia da compra e venda de imóveis.

Em que momento devo realmente fechar o negócio?

imovel3 - Cópia5 – O momento para fechar o negócio é quando as partes praticamente decidiram pela negociação final, ou seja, já finalizaram o preço, condições e forma de pagamento, data de entrega do imóvel, análise inicial dos documentos, etc.

Como garantir que esse mesmo imóvel não possa ser negociado com outra pessoa?

6 – Para garantir que o mesmo imóvel não seja negociado com outra pessoa, as partes podem fazer um contrato de compra e venda e estipular um sinal, ou arras, para o caso de arrependimento ou desistência do negócio.

O custo de uma escritura gira em torno de quanto?

7 – A elaboração da escritura gira de R$ 200  a 10 mil reais, depende do valor de avaliação do imóvel perante a prefeitura ou Estado. Todavia dentro desse valor existem quase 40% de repasse para o Tribunal de Justiça, Defensoria Pública, Ministério Público e município. Todos os valores são tabelados e feitos determinação de lei.

Posso registrar no imóvel também nesse cartório onde farei a transação e a escritura?

imovel2 - Cópia8 – No Cartório de Notas se faz a escritura, onde  após elaborada, é enviada para registrar no Cartório de Imóveis e depois averbar na Prefeitura. Portanto existem três fases bem distintas, assim o cliente fica tranquilo, porque dentro do Cartório é feito tudo para ele.

Se estou realizando uma compra de um bem imóvel em outra cidade ou Estado, posso fazer o negócio final aqui onde resido?

9 – A escritura pode ser feita onde a pessoa reside, porém o registro dela deverá ser feito somente onde fica o imóvel.

Quem cabe arcar com a despesa, o comprador ou o vendedor?

10 – As despesas com certidões negativas, indispensáveis à escritura o normal no mercado é que as certidões, como são para provar a regularidade do imóvel e do proprietário, são pagas pelo vendedor, mas é possível que as partes ajustem de forma diferente, pois não existe lei nesse sentido.

No que diz respeito á responsabilidade pelo pagamento da escritura e outras documentações essas são por conta do comprador e não do vendedor, este é um consenso que existe em todas as negociações de compra e venda de bens imóveis. Contudo, caso haja negociação entre as partes é perfeitamente possível que o vendedor faça o pagamento das taxas ou pelo menos de parte delas, mas isto não é o processo comum, já que o comprador é que tem esta responsabilidade pelo pagamento de todas essas taxas.

Cartório

Ely Ayache

Ely Ayache

Um dos diferenciais do Cartório Ayache, agora em nova sede, na rua Antônio Maria Coelho, 1.490, é que o atendimento é ininterrupto, a partir das 8h até as 17h.  Todo o sistema está informatizado e digitalizado para acelerar os atendimentos. Segundo explicou Ely Ayache, são 36 funcionários prestando o atendimento ao público no que diz respeito escrituras, autenticações, abertura de firmas (assinaturas) e os outros serviços.

Os corretores de imóveis têm uma sala especial para realizarem os negócios de fechamento na compra e venda de imóveis. No local, poderão ser feitos com segurança e tranquilidade as negociações que envolvam a proprietário de um imóvel e o futuro comprador, com a intermediação do corretor. Nesse aspecto, o presidente do Creci/MS (Conselho Regional de Corretores de Imóveis) Delson José de Souza, fez questão de realçar que esta é uma nova modalidade de atendimento, uma concepção que a categoria precisava, com uma sala reservada. “Com certeza esse modelo implantado para colher os corretores de imóveis é uma marco na história de Mato Grosso do Sul e deverá ser seguido por outros cartórios”, definiu.

Com essas dicas esperamos que  você possa adquirir seu imóvel com mais segurança.

cartorio ayache - Cópia

Serviço

3º Serviço Notarial
Cartório Ayache
Rua Antônio Maria Coelho, 1490
Telefone: (67) 3027 -2333

Por: Alberto Gonçalves