Como qualquer jardim, o jardim vertical exige cuidados. Pensando nisso, a GreenWall Ceramic, empresa líder no mercado brasileiro de módulos cerâmicos para a construção de jardins verticais, dá algumas dicas para deixá-lo mais bonito e durável.

Todos os projetos sugeridos utilizam módulos cerâmicos GreenWall.

É importante escolher a espécie de planta adequada, de acordo com a incidência de sol ou sombra.

No caso dos módulos cerâmicos GreenWall, as plantas escolhidas devem ter tamanho adequado ao sistema (pote 14 a 20 e cuia 21)

Projeto da designer Erica Carneiro/ Foto de Gustavo Xavier

A irrigação do jardim não pode ser descuidada. Nos projetos pequenos, o bombeamento manual de água funciona e deve-se evitar deixar o substrato muito molhado. O certo é mantê-lo úmido e com algum frescor. Nos projetos maiores, o sistema automatizado é o recomendado.

No caso dos módulos cerâmicos GreenWall, o sistema de irrigação é simples e eficaz. Pela lateral do sistema sobe o cano mestre, que alimenta a cada fileira de blocos as mangueiras gotejadoras autocompensantes, que irrigam o sistema conforme a programação do timer.

Projeto da paisagista Jaira Thomas Zaidan

As podas de crescimento são fundamentais no jardim vertical. As folhas secas devem ser removidas, afim de estimular o crescimento das plantas.

Loja Florense de Cascavel

É recomendado usar um substrato especial para jardim vertical no lugar da terra convencional. Essa costuma se compactar, prejudicando o crescimento das raízes e exigindo maior manutenção. Substrato com turfa importada é mais indicado por ter maior durabilidade e já vir com adubação lenta.

Projeto Flora Morumbi do paisagista Rafael Ferraz

Com relação à adubação, é melhor optar por adubo de liberação lenta, que em contato com a água solta aos poucos quantidades pequenas de fertilizante.

Fonte: Da Redação/Assessoria/GreenWallCeramic