O escritório de arquitetura FGMF Arquitetos, liderado pelo trio Fernando Forte, Lourenço Gimenes e Rodrigo Marcondes Ferraz, foi o destaque da 9ª edição do Prêmio AsBEA 2016, concedido pela Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura e que acontece a cada dois anos. Os vencedores foram anunciados em dezembro durante evento no Instituto Tomie Ohtake.

Edifício Aruá

Edifício Aruá

O trio recebeu o Prêmio Roberto Claudio dos Santos Aflalo pelo conjunto da obra, com projetos inovadores e de qualidade nesses 15 anos de trabalho. A premiação é concedida pela inovação, consistência e importância da produção arquitetônica no âmbito nacional. Esta é a honraria máxima da associação de escritórios de arquitetura do Brasil e o FGMF é o escritório mais jovem a receber esta premiação na história da instituição.

Edifício Aruá - Casa Mirante - Foto: Renato Caiuby

Edifício Aruá – Casa Mirante – Foto: Renato Caiuby

Além do prêmio Roberto Aflalo, o FGMF também recebeu três menções honrosas que completam a premiação do FGMF pela AsBEA: Casa Teodora Barone – Vinhedo/SP (Residencial); Casa Mirante – Aldeia da Serra/SP (Projetos Especiais); Edificio Aruá – São Paulo/SP (Edifícios residenciais).

Valorizar o trabalho dos escritórios de arquitetura do país levando em conta a importância dos projetos e a representação da classe de arquitetos no Brasil é o principal objetivo do Prêmio AsBEA de Arquitetura, que chega a sua nona edição.

O FGMF é o mais jovem escritório a receber este prêmio e entra para seleta lista de ganhadores junto com Índio da Costa, Aflalo&Gasperini, Roberto Loeb dentre outros tradicionais grandes nomes da arquitetura brasileira.

Além dos prêmios concedidos pela AsBEA, em 2016, o FGMF foi também congratulado por um dos prêmios do “grande prêmio de arquitetura corporativa” com o projeto da sede da Energisa e outros dois prêmios internacionais durante o IIDA Best Interiors of Latin America nas categorias “Single Residence” e “Hospitality” pelos projetos Casa Mattos e Clubes Complexo Dom Pedro.

Casa Teodora Barone

Casa Teodora Barone

Sobre o FGMF Arquitetos

Há mais de 15 anos, quando decidiram abrir seu próprio escritório de arquitetura, o FGMF Arquitetos, o trio Fernando Forte, Lourenço Gimenes e Rodrigo Marcondes Ferraz, já sabia onde queria chegar: serem reconhecidos pela academia e pelo mercado por seus projetos originais. Com o objetivo de realizar uma arquitetura contemporânea, investigativa e inovadora, com atuação em todas as escalas e programas, do detalhe da residência ao plano urbanístico, essa pluralidade e a não especialização em um determinado tipo de programa ajuda a definir o DNA do escritório. Atualmente, já somam mais de 370 projetos em seu portfólio. O escritório consagrou-se em 2009 ao integrar Architects Directory, do anuário da britânica Wallpaper*, que destacou o trio de arquitetos brasileiros como um dos 30 escritórios de arquitetura considerados mais promissores e vanguardistas do mundo. Internacionalmente, tiveram seus projetos publicados em mais de 30 países, e receberam prêmios internacionais na Alemanha, Itália, Colômbia, Estados Unidos, Reino Unido e Argentina.

Desde que fundaram o FGMF já são mais de 81 premiações. Dentre estes prêmios, está o internacional Wan 21 for 21, onde entraram para a lista dos 21 escritórios de arquitetura do século 21. Além deste, o escritório conquistou o Chicago Atheneum Award, nos EUA; o AIT Awards, na Alemanha; o Dedalo Minosse em 2011 e 2014, na Itália; três prêmios no Re-Thinking The Future Awards, premiação mundial que reúne grandes nomes da arquitetura; e recentemente receberam a premiação em duas categorias na quarta edição do “IIDA Best Interiors of Latin America and the Caribbean Competition”, realizado pela International Interior Design Association (IIDA). No Brasil, também já são diversos prêmios, como o do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), da Associação Brasileira de Escritórios de Arquitetura (AsBEA); o 1º Prêmio de Arquitetura Azkonobel, promovido pelo Instituto Tomie Ohtake, entre outros, que vão desde residenciais e institucionais a urbanismo. Em 2016, receberam o Prêmio Roberto Aflalo, a láurea máxima da Premiação AsBEA desse biênio.

Acesse:
Site: www.fgmf.com.br
Facebook: www.facebook.com.br/fgmf
Instagram: @fgmf

Fonte: Assessoria