Com seu foco inicial obras públicas de construção civil de infraestrutura e saneamento, o grupo Elmo Engenharia e Incorporações consolidou sua participação no mercado de incorporação imobiliária ao longo das últimas quatro décadas. Até 2021, a empresa promete lançar mais de dez empreendimentos nas cidades de Goiânia, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Brasília e Palmas.

Fundada em 1978 com a execução de obras públicas de infraestrutura e saneamento, o grupo Elmo Engenharia e Incorporações completou 40 anos de mercado e vive um momento de realinhamento estratégico, fortalecendo sua presença no segmento de incorporações residenciais. Com atuação em três importantes capitais, Goiânia, Brasília e Palmas, a previsão da empresa, segundo seu diretor comercial, o engenheiro civil Guilherme Pinheiro, é investir entre 500 e 600 milhões de reais até 2021, para realização de dez novos empreendimentos.

O diretor comercial diz que as dificuldades burocráticas com os serviços contratados pelo poder público fizeram com que o grupo focasse no segmento de incorporação, dando mais ênfase nos investimentos voltados ao mercado privado. Ele ressalta ainda que foi a expertise adquirida nas obras públicas que possibilitou à Elmo crescimento e musculatura para alcançar novos patamares do mercado imobiliário.

“O mercado privado é mais dinâmico, mas também tem seus desafios e o maior deles é trabalhar com um perfil de público exigente e variado”, diz. Hoje, 73% das operações da empresa são no mercado privado e 27% referem-se à obras públicas.

A história da Elmo no segmento de incorporação começou em 1994, quando a empresa lançou seu primeiro empreendimento: o residencial Vizcaya, um condomínio horizontal de casas localizado em frente à alameda das Rosas, no setor Oeste em Goiânia. Totalmente edificado com recursos próprios da empresa, o condomínio foi entregue no ano seguinte.

Guilherme Pinheiro conta que na ocasião do lançamento a situação do mercado imobiliário era outra. Não havia tanto acesso ao crédito e nem a facilidade da venda na planta. “O segmento estava crescendo no país. Ainda não havia a cultura de se vender ou se comprar imóveis que não estavam prontos. Por esse motivo, antes da entrega do condomínio, tínhamos vendido apenas uma unidade”, revela o executivo.

Comparando o cenário do mercado imobiliário de meados dos anos 1990 com o de hoje, o diretor da Elmo Incorporações avalia que, mesmo com a recente crise que retraiu o setor significativamente, as oportunidades são bem maiores, tanto para empresas quanto para os investidores. Pinheiro diz ainda, que com a passagem do arrocho econômico, a perspectiva é favorável também para os compradores.

“A abundância de crédito e as taxas de juros baixas caracterizam o momento atual como ideal para comprar imóvel. Mas isso é bom para empresas, pois os estoques atuais vão caindo e novos investimentos da incorporadora voltam a movimentar a economia”, destaca.

Crescimento

Outro marco na história do grupo Elmo foi a entrega do Banana Shopping no ano de 1996, tornando-se referência em Goiânia no segmento de shoppings populares e de serviços no centro da capital. Em 1999, a incorporadora lançou seu primeiro condomínio horizontal em Anápolis: o Sunflower. O empreendimento foi um verdadeiro sucesso e de vendas e, até hoje, quase 20 anos depois, é considerado referência no mercado imobiliário da cidade.

Chegando aos anos 2000, a empresa aproveitou sua experiência em obras públicas realizadas no estado de Mato Grosso e passou a atuar em Cuiabá, lançando os condomínios horizontais Florais. Guilherme Pinheiro conta que a Elmo levou conceitos inovadores, naquela época, para o mercado imobiliário matogrossense: empreendimentos horizontais de alto padrão, com sustentabilidade e próximos à natureza. “A experiência em fazer os primeiros Florais – que hoje já devem passar de dez – comprovou que o nosso início com obras de saneamento e asfalto foram fundamentais para a nosso crescimento e solidificação no setor de incorporações”, revela Pinheiro.

Brasília

A chegada da Elmo à capital federal ocorreu em 2003 com o lançamento do Residencial Carlos Gomes em Águas Claras, que também recebeu os empreendimentos Residencial Montpellier,  Solar Montparnasse e E-Business Águas Claras. No Sudoeste foi entregue neste ano o luxuoso e tecnológico Sonnata Residencial, na SQSW 301.

De acordo com Guilherme Pinheiro, Brasília, assim como Goiânia, é um mercado maduro e com clientes bem conscientes do que desejam. “É uma capital com um setor de serviços forte e tem a renda per capita mais alta do Brasil. Também há poucos terrenos para incorporar e isso faz com que o valor de metro quadrado seja mais caro do que os mercados de Goiânia e Palmas”, explica o diretor da Elmo.

Palmas

A Elmo iniciou sua participação no mercado tocantinense com obras públicas e em seguida houve o primeiro lançamento imobiliário na capital do estado.

“Começamos a construir em Palmas em 2008, quando lançamos o Residencial Tereza Ayres, que foi um marco de modernidade para cidade, na época de seu lançamento. Atualmente temos dois projetos previstos para serem lançados em 2019 e temos o Suprême du Parc em obras e que será entregue em 2020”, conta Guilherme. Também já foram entregues na cidade os edifícios Reserva du Parc, Century 21 Residence, L’etoile du Parc e Arte 21 Residence.

Guilherme Pinheiro explica que o mercado de Palmas é considerado complexo por ser uma região ainda em formação e muito politizada. “Mas, em contrapartida, é uma região em que o agronegócio está se desenvolvendo bastante e isso está aquecendo a economia do estado que ainda é dependente do poder público”, diz o executivo.

Últimos investimentos

Voltando para o mercado de Goiás, Guilherme Pinheiro lembra que a cidade de Aparecida de Goiânia também faz parte da história da Elmo. A incorporadora foi a responsável pela construção do primeiro empreendimento comercial de alto padrão da cidade. O E-Business Rio Verde está localizado na via mais importante de Aparecida, a avenida. Rio Verde. “Foi um grande desafio, pois nossa intenção não era só construir um prédio comercial em Aparecida de Goiânia, mas sim levar um empreendimento corporativo moderno, inteligente e que elevasse o padrão da região”, diz Pinheiro sobre a moderna torre comercial entregue no final do ano passado em frente ao Buriti Shopping.

Em Goiânia, o mais recente lançamento da Elmo Incorporações foi o Lux Flamboyant. O empreendimento de alto padrão está localizado em frente ao shopping Flamboyant, com apartamentos de 2 e 3 quartos, lazer completo e arquitetura moderna.

Segundo Guilherme Pinheiro, mais quatro empreendimentos estão previstos para serem lançados pela Elmo na capital, até 2021. Em Anápolis, também estão previstos um loteamento e um edifício residencial.

Obras públicas

Dentre as obras públicas que a Elmo tem desenvolvido nos últimos anos destacam-se a reestruturação do sistema de abastecimento de água de Anápolis e a construção do Hospital Maternidade Oeste em Goiânia, que deve ter a obra finalizada no próximo ano.

Fonte: da Redação/Assessoria