A arquiteta e paisagista Daniela Sedo participou da 2.ª edição da Expo Arquitetura Sustentável em parceria com a Inovatech, empresa que presta serviço de assessoria para construções sustentáveis, visando também a redução de custos e recursos de energia, água, entre outros benefícios para a edificação. O evento aconteceu em novembro, em São Paulo.

danielasustentavelA exposição teve um Lounge Sustentável, elaborado num estande com tamanho de 6×4 m, onde as pessoas puderam descansar durante a feira e assistir a palestras com enfoque sustentável de produtos e dos benefícios de construções idealizadas para serem sustentáveis desde a concepção do projeto.

“A concepção inicial foi de um ambiente interessante – informativo e agradável, para se tornar um espaço de convivência –, com construção baseada na ideia de um estande sustentável, onde todos os materiais e produtos puderam efetivamente ser reutilizados ao final do evento, sem desperdício, com o menor impacto possível ao meio ambiente. A ideia foi provocar e também levar o visitante a repensar sobre os desperdícios em estandes de feiras: será que vale mesmo a pena utilizar tanto material que será completamente descartado no final do evento?”, detalha Daniela Sedo.

danielsustentavel2Entre os diferenciais do projeto estavam: no piso não havia revestimento, mas sim adesivos com diversos pequenos textos espalhados pelos 24 m² do espaço, informando sobre os produtos utilizados no stand e dando dicas sustentáveis; as lâmpadas de LED da LEMCA deram um toque especial ao stand de cores azuis e verde; os móveis todos de papelão feitos com encaixes e até mesmo clips em sua fixação (forma simples de desmontar os móveis, levar e reaproveita-los em outro local); as espécies escolhidas para ornamentação com vegetação adaptadas ao clima do Brasil e algumas nativas; um painel vegetal de caixas de madeira utilizadas no Ceasa, que deu estrutura e acomodou os vasos de samambaias com irrigação automatizada da REGATEC; utilizamos vasos revestidos de pó de tijolo ao invés de tinta que polui rios e a rede de esgoto das cidades, e nele a planta Grumixama, uma espécie nativa do Brasil encontrada entre a Bahia e Santa Catarina e que produz uma fruta conhecida como cereja do brasil.

Segundo Daniela Sedo, a Expo Arquitetura Sustentável é muito importante para o setor da construção e aos arquitetos projetistas, principalmente – pois são eles que especificam boa parte dos produtos e sugerem soluções inteligentes para maior conforto e economia aos moradores.

danielasustentavel1“As construtoras encontram também fornecedores especializados em soluções de economia de energia, água, consultorias especializadas para acompanhar as obras sustentáveis e também paisagistas preocupados em implementar jardins em condomínios, residências e lojas com maior durabilidade, com espécies nativas ou plenamente adaptadas ao nosso clima, e utilizando-se de matérias ecologicamente corretas”, completa.

O Lounge Sustentável foi criado para ser um exemplo de ambiente sustentável e servir de inspiração para outros projetos em lojas, shoppings, residências, entre outros. “Num futuro próximo a maioria das construções serão sustentáveis, pois cada vez mais as construtoras estão valorizando obras inteligentes com aproveitamento de claridade, reduzindo o uso da energia e da água, entre tantas outras iniciativas ecologicamente corretas”, finaliza a paisagista e arquiteta.

Daniela Sedo: www.danielasedo.com.br

Fonte: Assessoria