Todo mundo já teve aquele momento e situação na vida em que tem muito mais coisas que lugar para guardar. Seja em casa, na hora da reforma e da organização de uma área específica, ou mesmo na empresa, na readequação de espaço, chega uma hora em que todos os desapegos e doações possíveis foram feitos e, ainda assim, o espaço falta para guardar o que ficou. Isso acontece com os mais diferentes itens, como bicicletas antigas, álbuns de fotos, utensílios pouco usados e que foram presenteados por alguém querido e, por isso, mantemos. E assim vamos acumulando vários objetos. E na empresa? Aqueles arquivos ou armários enormes que só ocupam espaço e os funcionários quase não os utilizam, mas que contém informações importantíssimas e que, portanto, não podem ser descartadas.

Via de regra, um espaço aparentemente bem organizado é aquele em que tudo parece ter um lugar certo e traz praticidade na rotina. Para ter uma visão melhor do ambiente, os decoradores aconselham a tirar todos os objetos que puderem ser removidos. Depois que o fizer, avalie o que realmente é necessário naquele espaço e recoloque em seu devido lugar. Se perceber que, ao colocar os itens de volta, alguns ficaram fora de contexto e não são necessários, mas, ainda assim, não quer se desfazer, pode optar por desocupar uma outra área da casa/empresa para uso daqueles itens ou colocá-los em um local seguro, que só você e quem tem sua permissão pode ter acesso, como é o que oferecem os self storages.

O GuardeAqui é a maior empresa do setor no País e tem clientes com histórias semelhantes. “Temos desde pessoas que guardam móveis do coração, mas que não funcionam mais para a decoração atual, até empreendedores, que usam nossos espaços para armazenar estoques dos produtos que comercializam, por exemplo”, conta Allan Paiotti, CEO do GuardeAqui.

A empresa conta hoje com 15 unidades em cidades como Campinas, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Prevê para este ano a inauguração de outras 4 unidades e quer chegar às 50 unidades até 2020, com investimento até lá na casa do R$ 1 bilhão. “O cliente opta pela unidade mais próxima e tem a garantia de segurança de seus pertences a um valor muito mais baixo que pagaria no aluguel de um outro imóvel, por exemplo, onde ainda recaem valores de como condomínio, água, luz e IPTU”, explica o executivo.

Sobre o GuardeAqui

O GuardeAqui é a empresa líder em self storage no Brasil, provendo soluções de auto armazenamento para indivíduos, famílias e empresas. Com mais de 110 mil m² de espaço para locação dividido em boxes de tamanhos variados, as instalações do GuardeAqui são estrategicamente localizadas e construídas com os mais elevados padrões internacionais de segurança e acessibilidade, contando com áreas projetadas para carga e descarga, drive-thru e acessórios como carrinhos e plataformas disponibilizados gratuitamente para que o cliente possa movimentar seus pertences com conforto e segurança.

Com a entrada recente do Pátria Investimentos ao seu grupo de controle da empresa, que já contava com a Equity International, do bilionário Sam Zell, o GuardeAqui planeja chegar às 50 unidades até 2020 (atualmente há 15 em funcionamento e 4 em fase de finalização), com investimentos até lá na casa do R$ 1 bilhão.