Não basta escolher o modelo mais bonito. Para que o box de banho tenha boa funcionalidade, alguns pontos precisam ser levados em consideração na hora da compra. Além disso, existem cuidados essenciais para manter o bom estado da peça por muitos anos. Érico Miguel, técnico da Ideia Glass, é especialista no assunto e preparou dicas que vão ajudar na escolha e manutenção do produto, como realizar a medição do espaço junto a um profissional, levar em consideração o público que utilizará o banheiro e nunca pendurar toalhas e tapetes nas roldanas do produto.

1) NÃO MEDIR CORRETAMENTE

“Exija que a vidraçaria disponibilize um profissional para fazer a medição do espaço onde o box será instalado”, ressalva Érico Miguel, técnico da Ideia Glass, marca especialista em kits de ferragens para box de banho e portas de vidro divisórias de ambiente.

De acordo com o profissional, quando o cliente tira as medidas é comum que aconteça erros e o produto final não fique de acordo com o espaço. “Qualquer centímetro a mais ou a menos irá interferir na hora da instalação. Só um técnico é capaz de tirar as medições corretas e já identificar se o box escolhido pelo cliente é adequado ao espaço que ele tem”, comenta.

Outro ponto que Érico destaca é que o modelo do box precisa estar de acordo com o tamanho do ambiente e, muitas vezes, o técnico consegue sugerir opções que os clientes desconhecem. “O mercado possui muitos modelos de box de banho, mas nem sempre o cliente possui ciência. Não é porque o ambiente é pequeno, que não seja possível optar por um box que una beleza e funcionalidade, por exemplo. Por isso a importância do trabalho em conjunto entre cliente e profissional”.

2) NÃO LEVAR EM CONSIDERAÇÃO QUEM USARÁ O BANHEIRO NO DIA A DIA

Quem nunca se arrependeu de uma compra, que atire a primeira pedra. Mas quando o assunto é box de banho, essa “dor de cabeça” pode ser evitada com uma simples pergunta: Quem vai utilizar aquele ambiente?

“É muito comum que o cliente se apaixone por um determinado modelo de box e não leve em consideração a funcionalidade da peça. Em uma casa com um único banheiro, por exemplo, não é indicado o uso de vidro transparente. Se um morador precisar pegar algo no ambiente, enquanto outro toma banho, como faz?”, questiona o técnico da Ideia Glass. O profissional também alerta sobre a transparência em um cômodo utilizado por visitas. “Não é errado, porém a área de banho precisará estar sempre arrumada para manter o visual do local”, complementa. Nestes casos, vale apostar em vidros jateados.

Também é preciso ter em mente o perfil dos moradores da casa. “Em casas com crianças, idosos e pessoas com dificuldade na locomoção é indicado o uso de boxes sem ferragem na parte inferior, o que facilitará o ‘entra e sai’ do local”, destaca Érico. Além disso, há opções com aberturas em 180°, que ajudam caso haja necessidade do uso de cadeira de rodas no espaço.
3) NÃO TRATAR A SEGURANÇA COMO PRIORIDADE

“O barato, sai caro”, relembra o ditado. Érico ressalta que é fundamental seguir a regulamentação da ABNT NBR 14207/2009 quando o assunto é o vidro do box de banho: ter um vidro temperado e com uma espessura de 8 milímetros, que em caso de quebra, impedirá que o material se estilhasse em pedaços pontiagudos, evitando ferimentos sérios. “Não é raro ver acidentes com box de banho, por isso, é de extrema importância que o cliente exija do fornecedor um material dentro das normas de segurança”.

Ainda segundo o profissional da Ideia Glass, o indicado é colocar uma película protetora no vidro, que possui um funcionamento similar as películas de celulares. “Se o vidro quebra, os pedaços ficam grudados em sua superfície, oferecendo maior segurança”, explica.

4) PENDURADAS TOALHAS NAS FERRAGENS DO BOX

Se o modelo for escolhido corretamente, mas não houver um uso adequado da peça, o produto pode se deteriorar rapidamente. Um erro muito comum – e que poucos têm conhecimento – é pendurar as toalhas de banho em cima das ferragens do box. “Não é raro toalhas e tapetes enroscarem nas ferragens, principalmente se as roldanas forem aparentes, e o ato de puxá-los para desenroscar, pode entortar, aos poucos, as ferragens, ou tirá-las do trilho”, explica Érico.

Se o banheiro é pequeno, vale apostar em cestas que podem ficar no chão, compondo a decoração do local, para armazenar a roupa de banho seca e, após o uso, usar a lavanderia para secá-la. Em casos de banheiros maiores, é possível utilizar ganchos dentro da área de banho para pendurar a toalha.

5) NÃO TER CUIDADO NO ABRIR E FECHAR DA PORTA

De acordo com o profissional, outro fator importante para conservar o produto é a forma de manusear a peça. “Não é recomendado abrir e fechar as portas do box de banho com muita força ou deixar que elas batam em alguma superfície. O correto é sempre deslizar ou puxar a peça de forma delicada e com cuidado, evitando que os trilhos, metais e vidro sejam prejudicados com o tempo”, conta.

Além disso, Érico ressalta a importância de ter certa cautela ao utilizar o box de banho, principalmente com crianças, idosos e pessoas com necessidades especiais. “É necessário não forçar o vidro, bater ou pendurar objetos. Também não é recomendado deixar as crianças muito próximas a ele e nem deixá-las na área de banho sem um adulto supervisionando”.

Ideia Glass

Para mais informações sobre a empresa, acesse o site www.ideiaglass.com.br ou ligue para o SAC (11) 3016-9300.

Fonte: Da Redação/Assessoria/Ideia Glass