A Galeria de Arte Hacibe Hanum, do Instituto Leo Romano, já se consolida como um dos principais pólos de arte e design da região centro-oeste do país. Inaugurado há seis meses, o espaço que já apresentou mostras de Farnese de Andrade e Christus Nóbrega, inaugura nesta semana uma exposição sobre a carreira dos Irmãos Campana, expoentes do design de mobiliário brasileiro no exterior, que ficará em cartaz até o fim de janeiro, em Goiânia.

A mostra é composta por 15 peças desenhadas ao longo da trajetória dos artistas Fernando e Humberto Campana. Trata-se de um acervo garimpado entre colecionadores, clientes e amigos, que cederam temporariamente seus objetos para promover a cultura, colaborar no entendimento da linguagem e educação do olhar. Entre os destaques, um significativo conjunto de cadeiras e poltronas que ilustram com maestria a capacidade inventiva dos irmãos. Entre as peças expostas, exemplares que fazem parte de acervos como o do MOMA – Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, Centro Georges Pompidou em Paris, entre outros.

“Estar à frente de uma amostragem da produção dos Irmãos Campana, é, além de uma oportunidade de democratizar o acesso ao público goiano, uma realização pessoal. Acompanho o trabalho de Fernando e Humberto Campana desde minha formação, que coincidia com o início da carreira da dupla. Ter acesso a este universo, representou para mim um refresco nas ideias, e uma abertura no olhar. Desde então, vejo a evolução e a forma como ganharam o mundo e fizeram surgir um novo conceito para o design”, afirma Leo Romano, curador da mostra.

MOSTRA IRMÃOS CAMPANA

Exposição: Até 31 de janeiro de 2019

Segunda a sexta-feira das 14h às 18h – Entrada Gratuita

Local: Galeria Hacibe Hanum – Instituto Leo Romano

 IRMÃOS CAMPANA

Há três décadas, num tempo em que pouco se falava em sustentabilidade, os Irmãos Campana colocaram o Brasil no mapa do design mundial. Tudo começou quando Humberto era formado em Direito e, seu irmão, Fernando, era arquiteto e urbanista. Juntos, eles resolveram seguir pelo caminho da criação. E a ascensão foi meteórica. A dupla é reconhecida internacionalmente por seus trabalhos artísticos, cuja temática discute, principalmente, questões do cotidiano. Os dois surpreenderam ao transformar artigos sem nenhum valor em peças de caráter inigualável. Sua ideia é explorar as mais diferentes possibilidades de fabricação de móveis, como o uso de materiais e técnicas mais simples.

Tudo isso ganhou sentido quando eles se voltaram para o repertório popular brasileiro. Poucos foram os designers que conseguiram se afastar das tendências estrangeiras para manter uma liberdade criativa, assim como eles. Os irmãos Campana escolheram ir primeiro, de encontro às suas origens, buscando os elementos que formaram sua identidade cultural. Só depois eles seguiram para fora. Essa trajetória pode ser conferida em acervos como o do MoMA, em NY.

INSTITUTO LEO ROMANO

Para celebrar um antigo sonho, o arquiteto e designer Leo Romano escolheu a cidade onde escreveu sua história para abrigar a sede de um centro educacional. “É um passo muito importante para toda a minha equipe, assim como para Goiânia. Passamos a oferecer um novo espaço de referência de arte e de formação em que ocorrerão palestras, workshops e outras atividades, principalmente para estudantes e profissionais das áreas de arquitetura, design e artes plásticas”, celebra Romano. Localizada em uma casa dos anos 70 com arquitetura moderna, a residência foi totalmente reformada para receber alunos e colaboradores. Com 600 m² e um lindo jardim, o imóvel abriga a galeria de arte Hacibe Hanum, a sede do escritório Leo Romano de Arquitetura e uma biblioteca aberta para o público geral.

Instituto Leo Romano

Rua 131, número 79, Setor Sul, Goiânia

Tels. (62) 3086-1965 e (62) 3945-4870

www.leoromano.com.br

Fonte: Da Redação/Assessoria