Popular em todo o Brasil, o chuveiro elétrico é um dos elementos mais utilizados no lar. Devido ao uso contínuo, é natural que o aparelho acumule sujeira ao longo do tempo. Por isso, na hora de limpar o banheiro, é recomendado se atentar também à limpeza do chuveiro.

De acordo com Edson Suguino, engenheiro da Lorenzetti, a limpeza do chuveiro garante mais do que a aparência do produto, pois evita aquecimentos excessivos e a queima da resistência, garantindo a vida útil do produto. “Qualquer resíduo pode comprometer o bom funcionamento da parte elétrica e hidráulica”, afirma o engenheiro.

Existem chuveiros disponíveis no mercado que já contam com uma tela filtro, o que evita a entrada de resíduos. Mesmo assim, é necessário limpar o aparelho duas vezes ao ano ou quando notar a diminuição do fluxo de água.

Para a parte externa, é recomendado o uso de um pano macio com sabão neutro nas partes em que não há conexão direta com os fios. Enquanto isso, para a limpeza da parte interna, alguns modelos permitem a retirada do espalhador, bastando utilizar uma escova com cerdas macias para retirar a sujeira. Outros modelos são selados, mas também trazem informações no manual sobre como limpar.

Antes da manutenção do chuveiro, é imprescindível desligar a energia elétrica para garantir a segurança. “Não devem ser usados produtos abrasivos, que podem danificar a superfície do chuveiro, assim como acessórios pontiagudos”, conclui Suguino.

Fonte: Da Redação/Assessoria