Você já deve ter ouvido falar que um detalhe pode mudar tudo. E sim, é verdade! Um deles, que talvez você não tenha percebido dentro de um ambiente, pode ser a soleira de porta – um item discretíssimo, porém muito presente em um projeto de arquitetura de interiores! Mas afinal, qual é a sua funcionalidade e quando deve ser instalada?

Entra a sala de estar e a varanda gourmet, a soleira demarca a diferença entre os pisos instalados nos dois ambientes| Projeto Carina Dal Fabbro |Foto: Renato Gaiofato

“Na grande maioria dos casos, as soleiras são utilizadas de forma decorativa como divisão de ambientes em espaços como na porta de salas, cozinhas, varandas ou banheiros. Em outras situações, podem ser eleitas para separar duas alturas de pisos diferentes”, explica a arquiteta Carina Dal Fabbro, à frente do escritório que leva o seu nome.

Quer saber mais sobre elas e como utilizá-las no seu projeto? A especialista reúne dicas que ajudam a definir a soleira de porta ideal. Acompanhe!

Combinação

Neste espaço, a soleira de porta que divide o living com a cozinha conta com o mesmo material da pia (quartztone branco). A porta, quando fechada, mantém o detalhe apenas na cozinha. | Foto: Thiago Drummond

Segundo Carina Dal Fabbro, não existe uma regra com relação a cor, textura ou material para uma soleira. Porém, é mais comum que o item seja realizado com o próprio revestimento do piso ou com outro de tom semelhante. “Se o objetivo de instalar uma soleira de porta é para trazer amplitude ao espaço, o ideal é que o revestimento mantenha a mesma paleta de cores do piso ou de algum item do mobiliário do cômodo, mas não é obrigatório”, informa a arquiteta.

Instalação

Tirar as medidas do espaço que for inserir a soleira é o primeiro passo para depois pensar na instalação. Realizada geralmente com argamassa, é necessário definir alguns passos para depois iniciar a parte prática. “Indico que a colocação seja executada por um profissional qualificado, para que seja realizada com sucesso e sem futuros ajustes”, sugere.

Tipo de materiais e tamanhos

Existem uma infinidade de materiais que podem ser utilizados para a criação de uma soleira. Entre eles estão o clássico granito, conhecido por ser o mais popular (principalmente por conta do fato custo x benefício). Além dele, o mármore, porcelanato, madeira e o quartzone são comumente empregados para essa finalidade.

“O material sempre varia com o ambiente, mas gosto bastante de especificar o quartzo, haja vista que não é poroso, resistente às manchas e facilita a limpeza no dia a dia. Além dele, também utilizamos bastante mármore e granito em projetos do nosso escritório”, diz Carina Dal Fabbro.

“Muitas vezes, especificamos o uso de baguetes, que são instaladas apenas no tamanho da espessura das portas, não passando de 3 cm. Nesse caso, apenas para separar dois ambientes de pisos diferentes (como um banheiro dentro de uma suíte) quando não queremos que o elemento chame atenção e apenas proteja o piso” complementa a profissional.

Benefícios

Neste espaço, a profissional Carina Dal Fabbro optou por inserir quartztone cinza na soleira de porta, seguindo o mesmo material da pia. |Foto: João Ribeiro

Além da função decorativa, a função da soleira pode ir além da questão estética. De acordo com a arquiteta, sua presença colabora para o aumento da resistência do piso. “Além do piso, a soleira pode ser colocada também como base de janelas ou em outros locais da casa com o propósito de proteger a base de uma parede e proporcionar mais segurança para um espaço”, conclui Carina.

Carina Dal Fabbro Arquitetura

www.carinadalfabbro.com.br
@carinadalfabbroarq

Fonte: Da Redação/Assessoria